DOR

A dor em bebês e crianças

Saiba como atuar corretamente em relação à dor infantil, segundo profissionais experientes.
X
A dor em bebês e crianças
Mesmo com todos os avanços tecnológicos, ainda são poucos os pediatras que utilizam analgesia nas unidades de terapia intensiva neonatal. Confira!

A dor em bebês e crianças

Nos últimos anos houve grandes avanços no tratamento da dor em pacientes pediátricos e já não há dúvidas do impacto negativo desse problema no desenvolvimento de crianças e recémnascidos. Mas, mesmo com todo esse progresso, ainda são poucos os pediatras que utilizam analgesia nas unidades de terapia intensiva neonatal em pacientes pediátricos. Leia o artigo dos pediatras Dr.ª Charlize Kessin, Dr. Irimar Posso, Dr.ª Ruth Guinsburg e Dr.ª Silvia Barbosa e saiba mais sobre a escala da dor na criança, quais são os impactos e quais atitudes tomar.

Baixar em PDF

A dor em recém nascidos

Saiba como fazer uma avaliação da dor em recém nascidos, segundo a Dr.ª Ruth Guinsburg.
X
A dor em recém nascidos
A dor é tratada como um grande impulso estressante, associado ao funcionamento do corpo e ao comportamento dos bebês. Confira o artigo completo!

A dor em recém nascidos

A dor é tratada como um grande impulso estressante, associado ao funcionamento do corpo e ao comportamento, em recém nascidos. Geralmente, os bebês que estão passando por tratamentos intensivos são os que mais passam por eventos dolorosos. A grande dificuldade em relação ao problema é saber avaliar e mensurar a dor nesses recém nascidos, já que essa é uma tarefa muito subjetiva. Leia o artigo da Dr.ª Ruth Guinsburg, professora titular de Pediatria Neonatal da Universidade Federal de São Paulo e saiba como avaliar os impactos da dor em recém nascidos.

Baixar em PDF

Cefaleia na infância e na adolescência

Conheça o que fala o neurologista Dr. Marco Arruda sobre a Cefaleia pediátrica.
X
Cefaleia na infância e na adolescência
A cefaleia é um sintoma frequente na infância e adolescência e o diagnóstico é um dos maiores desafios nessa faixa etária. Confira!

Cefaleia na infância e na adolescência

A cefaleia é um sintoma bastante frequente na infância e adolescência, consequentemente, sendo uma queixa recorrente em clínicas pediátricas. O diagnóstico é um dos maiores desafios em relação a dores de cabeça nessa faixa etária, o que torna o estudo do sintoma mais importante, já que cefaleias crônicas têm impacto sobre a qualidade de vida dos pacientes. Leia o artigo do professor Dr. Marco Antônio Arruda, neurologista da infância e adolescência e diretor da Sociedade Brasileira de Cefaleia, para entender sobre aspectos básicos da cefaleia.

Baixar em PDF

Otites e amigdalite na infância

Saiba mais sobre a dor em casos de otite e amigdalite, neste artigo da Dr.ª Tânia Sih.
X
Otites e amigdalite na infância
O diagnóstico preciso de patologias recorrentes é importante para que os pacientes não recebam medicações desnecessárias. Confira!

Otites e amigdalite na infância

O diagnóstico preciso em patologias recorrentes é importante para que os pacientes não recebam medicações desnecessárias. Combater a dor de crianças com otites ou amigdalite é necessário, mas isso não pode ser feito por meio de antibióticos e diagnósticos imprecisos. Leia o artigo da Dr.ª Tânia Sih, Secretaria Geral da IAPO (Interamerican Association of Pediatric Otorhinolaryngology) e Presidente do Comitê de Otorrinopediatria da IFOS (International Federation of ORL Societies) e conheça aspectos importantes da dor de otites e amigdalite.

Baixar em PDF

A dor da cólica nas crianças

Conheça aspectos da dor na cólica em recémnascidos, segundo o Dr. Silvio Luiz Zuquim.
X
A dor da cólica nas crianças
O diagnóstico da cólica é pouco notado pelo médico sem a ajuda dos pais. Na maioria dos casos, ela surge nas primeiras semanas e dura até o 3º mês. Confira!

A dor da cólica nas crianças

Em linhas gerais, um diagnóstico de cólica é pouquíssimo notado pelo médico sem que os pais das crianças descrevam o problema. Ainda não existe um método claro para identificar. Resta ao pediatra saber analisar características recorrentes em um bebê com cólicas. Na maioria dos casos o problema surge nas primeiras semanas de vida e se estende até o final do terceiro mês. Leia o artigo, escrito pelo Dr. Silvio Luiz Zuquim, Chefe do Pronto Socorro Infantil da Santa Casa de São Paulo, e saiba identificar aspectos básicos do problema.

Baixar em PDF

Dor em erupção dental

Veja o que a Dr.ª Adriana Mazzoni e a Dr.ª Renata Waksman falam sobre erupção dentária.
X
Dor em erupção dental
A erupção dentária é comum no desenvolvimento do bebê e se caracteriza pela movimentação dental durante sua formação. Confira!

Dor em erupção dental

A erupção dentária é um processo fisiológico comum no crescimento do bebê. Ela se caracteriza pela movimentação dental durante sua formação até ficar em sua posição natural na boca da criança. Geralmente, é um período em que o bebê passará por desconforto e dor, naturais nessa etapa. Leia o artigo da dentista Adriana Mazzoni, especialista em odontopediatria e da pediatra Dr.ª Renata Waksman, membro da Diretoria de Ensino e Pesquisa da Sociedade Brasileira de Pediatria, e conheça os aspectos desse período do crescimento da criança.

Baixar em PDF

Dor na erupção dentária

Entenda mais sobre esse processo fisiológico nesse artigo feito por duas experientes dentistas.
X
Dor na erupção dentária
A erupção dos dentes é um processo fisiológico que ocorre seis meses após o nascimento do bebê. É uma etapa de desenvolvimento e desconforto. Confira!

Dor na erupção dentária

A erupção dentária é um processo fisiológico que dá seus primeiros sinais mais ou menos seis meses após o nascimento do recémnascido. Durante esse período, ocorrerá uma movimentação dental que formará a boca da criança. É uma etapa do desenvolvimento muito marcado por desconforto e dores naturais. Leia o artigo das odontopediatras Dr.ª Maria Salete Corrêa e Dr.ª Eliete de Almeida e entenda melhor essa etapa do desenvolvimento da criança, conheça sinais clínicos, e saiba como aliviar a dor desses pacientes.

Baixar em PDF

Dor do crescimento

Confira o que o Dr. Clovis Artur Almeida Silva fala sobre a dor do crescimento.
X
Dor do crescimento
Frequente em meninas de 4 a 14 anos, a maior causa da dor musculoesquelética idiopática em crianças é o crescimento. Acesse e saiba mais!

Dor do crescimento

Uma das maiores causas de dores musculoesqueléticas idiopáticas, em crianças, é o crescimento. A maior parte dos casos acontece em meninas, com idades entre 4 e 14 anos. Vale ressaltar que esta é a terceira causa mais comum da dor em crianças e adolescentes. Leia o artigo do Dr. Clovis Artur Almeida Silva, Chefe da Unidade de Reumatologia Pediátrica do Instituto da Criança do Hospital das Clinicas da Universidade de São Paulo, e saiba sobre as manifestações clínicas do problema e quais são os tratamentos mais indicados.

Baixar em PDF

Fibromialgia juvenil

Conheça os estudos da Dr.ª Melissa M. Fraga sobre a fibromialgia juvenil.
X
Fibromialgia juvenil
Fribromialgia é uma doença que afeta a qualidade de vida do paciente e da família. Acreditase que o diagnóstico clínico é eficaz. Confira!

Fibromialgia juvenil

A fibromialgia é uma queixa recorrente nos consultórios e é uma das causas mais comuns das dores musculoesqueléticas crônicas que acomete os jovens. É uma doença que afeta a qualidade de vida do paciente e da sua família. Acreditase que o diagnóstico clínico é eficaz, por isso, é recomendado realizar uma investigação por meio da anamnese detalhada e do exame físico. Leia o artigo da Dr.ª Melissa M. Fraga e conheça os tratamentos que incluem desde a atividade física até o uso de farmacológicos, recomendados para cada caso específico.

Baixar em PDF

Dor relacionada à atividade física e esportiva

Confira quais as medidas corretas para tratar a dor em crianças que praticam esportes.
X
Dor relacionada à atividade física e esportiva
Atividades físicas e esportivas podem causar dores nas criança, seja por lesões musculares ou ósseas. Confira o artigo da Dr.ª Ana Lúcia e fique por dentro!

Dor relacionada à atividade física e esportiva

A quantidade de crianças que praticam esportes é cada vez maior e o número de lesões musculares e ósseas acompanhou esse crescimento. Como já é de se esperar: onde há lesões, há dor. Mas o tratamento e a analgesia em crianças requer cuidados, pois o uso indiscriminado de algumas substâncias pode ter sérias consequências no desenvolvimento dela. Leia o artigo da Dr.ª Ana Lúcia de Sá Pinto, hematologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de USP, e entenda mais sobre como medicar crianças corretamente nesses casos.

Baixar em PDF

Disfunções Temporomandibulares (DTM)

Entenda os principais fatores que contribuem para a manifestação da DTM na criança.
X
Disfunções Temporomandibulares (DTM)
Diversos fatores podem contribuir para a manifestação das disfunções temporomandibulares, que causam dores no maxilar. Confira!

Disfunções Temporomandibulares (DTM)

Diversos fatores podem contribuir para a manifestação das DTM (Disfunções Temporomandibulares), causadoras de dor no maxilar. Entre esses, podemos citar os psicossociais e as atividades parafuncionais, como o bruxismo e a onicofagia, muito comum em crianças. Leia o artigo das Dr.ª Liete Zwir e Dr.ª Maria Teresa Terreri e descubra as terapias recomendadas, que podem ser as reversíveis, como comportamental cognitiva, ou as que envolvem a fisioterapia, aparelhos interoclusais, intervenções farmacológicas, entre outros.

Baixar em PDF